17/09/2017
Grupo Rodeio no Boitatá

Minuano tironeando a venta dos tauras,
Relincho de baguais, faíscas ao vento
O brado terrunho do punho farrapo
Num bate cascos medonho ao relento

Peleando em favor da pampa a pilcha sovada em tiras
Marcando fronteira, provou lealdade
Livrando os trastes da campa na ventania rusguenta
Pranchando adaga a gritos de liberdade

Vento, cavalo, peão...(Marcas de cascos no chão...)
Fronteiras sem marcação... (Nosso ideal meu rincão...)

Em noites em que o minuano assusta os cavalos
Escuto o tropel dos centauros posteiros
Almas charruas cavalgam coxilhas
Guardando as fronteiras do sul brasileiro

Peleando em favor da pampa a pilcha sovada em tiras
Marcando fronteira, provou lealdade
Livrando os trastes da campa na ventania rusguenta
Pranchando adaga a gritos de liberdade

Vento, cavalo, peão...(Marcas de cascos no chão...)
Fronteiras sem marcação... (Nosso ideal meu rincão...)

Com uma das mais lindas músicas do repertório gaúcho, brilhantemente interpretada pelo Grupo Rodeio, que animou a quinta noite da Semana Farroupilha no Centro Nativista Boitatá, postamos a nossa cobertura de nr 2000 no site.
Como de praxe a noite no CN Boitatá foi de grandes emoções com as apresentações das invernadas mirim e adulta.
No cardápio a famosa e deliciosa comida campeira.

 
Table 'jjbetimc_sitiojj.contador' doesn't exist